sábado, 31 de dezembro de 2011

"isto é só o que tens de melhor, ainda não entrei no bom"

e esta era a lista que fizeram para mim e que antecedia a frase que serve de título a este post:
1. um gato preto
2. uma casota quentinha
3. sopas de tomate
4. atitude
5. humor
6. eu!
7. boinas lindas
8. capacidade de manter plantas vivas
9. sobrancelhas lacadas
10. uma avó despachada

:)

“eu sou eu e as minhas circunstâncias” Ortega y Gasset

e raramente as pessoas conhecem as minhas circunstâncias.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

coentros e manjericão update

semeados pelas minhas mãozinhas

sobre o que as pessoas acham que eu não sei

acontecem-me coisas engraçadas ou, pelo menos, eu acho-as engraçadas. uma é que as pessoas rapidamente se sentem à vontade para tecer comentários a meu respeito (ou juízos de valor), outra é que eu fico a saber coisas sem querer (nem procurar - não sou curiosa) e outra ainda é que não são raras as vezes que me fazem confidências mesmo que não sejam pessoas particularmente próximas de mim.

esta conjunctura de factores resulta em situações caricatas, engraçadas e, muitas vezes, mais reveladoras de como as pessoas me avaliam/vêem do que as palavras todas que me dizem.

primeiro acho que as pessoas se sentem à vontade comigo. muitas vezes mais do que à vontade, sentem-se à vontadinha e, decididamente, não me conhecem. porque sou extrovertida e brincalhona acham que me podem dizer tudo ou ter pouco cuidado comigo. porque tenho uma dose de mau feitio, acham que nada me atinge e que há atitudes que são consequência do mau feitio (e não de um conjunto de circunstâncias).

segundo, e porque pode parecer contraditório com a imagem de espalha brasas e de louca, têm confiança em mim, mas muitas vezes elas próprias não me contam coisas banais (julgarão que eu as julgarei como elas a mim?). no entanto - não são raras as vezes - que em momentos chaves me vêem pedir opinião, conselhos, desabafar porque têm a certeza que não contarei a ninguém.

terceiro, e o que eu acho mais engraçado, é que às vezes não me contam elas próprias os acontecimentos mas eu fico a saber casualmente. e, não são raras as vezes, que eu sei mais do que aquilo que elas acham que eu sei e, por isso, é engraçado ver como as pessoas agem, ocultam e quão pouco verdadeiras podem ser.

raramente as confronto com isso, para não dizer nunca, e guardo para mim: aquilo que eu sei e aquilo que elas acham que eu não sei.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

indecisão

o meu sentido de humor nem sempre é entendido pelas pessoas. ainda não decidi se o problema está em mim ou nelas.

em 2011

video
houve um dia em que virei o mar

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

sobre como ganhar o respeito de um polícia

o meu avô foi caçador.
eu, ia à caça com ele. gostava muito dos rituais que envolviam o ir à caça. levantar cedo, equipar, pegar na arma, na cartucheira, na merenda e caminhar, caminhar muito, saltar as fragas, seguir as pistas, parar para almoçar. sentir o cheiro das giestas queimadas e comer as alheiras assadas nesse fogo. no final do dia voltar, regressar com aquele grupo de homens e entrar no povo com um coelho atado à cinta. nunca gostei da caça às rolas, mas gostava muito da caça ao coelho. o meu avô tinha uma espingarda que queria que fosse minha. nunca tirei a carta de caçadora e, por isso, a arma foi dele até ele morrer. o que ele mais queria era que eu tivesse a espingarda dele. ensinou-me a montá-la e a desmontá-la. a limpá-la e a disparar. 

por estes dias fomos tratar da papelada da espingarda, à polícia. o senhor que nos atendeu, simpático, não deixou de ser paternalista quando viu duas mulheres - eu e a minha mãe, as duas piqueninas por sinal - entrarem com uma espingarda de caça para tratar da papelada. chegada a hora de montar a espingarda, o senhor estava com dificuldade para colocar os canos. tive de lhe dizer que tinha de puxar a culatra atrás. depois, bom, depois veio a hora de desmontar e, aquela espingarda, tem um truque que, se não se conhecer, torna impossível de desmontá-la. quando vi o senhor polícia a tentar fazer força para tirar os canos e a tentar mexê-los de um lado para o outro tive de lhe dizer: "dê-me cá a arma que agora, se não souber, nem com uma serra eléctrica lhe tira os canos". e, como num passe de mágica, desmontei a arma com uma pancadinha leve e suave. 

a partir desse momento, foi como se passasse a pertencer a um clube restricto, do qual o senhor polícia fazia parte. no final um aperto de mão, à homem, e a recomendação: "vá-se inscrever já para tirar a carta de caçadora!".

o que o meu avô se teria rido com esta história! rido e teria dito: "ah pois é, aquilo não sabendo ninguém a desmonta!".

que saudades avô. que saudades!

o maior entusiasta das caminhadas

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

estilo & pose

vejam e aprendam

o + recente presépio na casota

obrigada girls. loved it!

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

gato ao sol de laranjeira

gosto... deste último anúncio da coca-cola*

*passe a publicidade

domingo, 25 de dezembro de 2011

dia de natal

foi dia de ir ao rebusco da amêndoa!

sábado, 24 de dezembro de 2011

feliz natal

o postal de 2011

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

natal é...

quando um desconhecido nos vê carregados de bagagens na rua da estação, sorri, e nos informa 
"menina, agora só há comboio às 18h30!"
ao que eu, sorri, agradeci e o informei que não ia para o comboio.

há muito que não era alvo de uma gentileza espontânea... e sabe bem, põe um colorido no mundo.

ser simples

"Ser simples é difícil. Ser simples é muito mais do que não ser complicado. É ser verdadeiro, é prestar atenção, é ouvir com o coração e é falar sem pretender ter sempre razão. Só uma pessoa simples é capaz de estar na vida para os outros e pelos outros, e consegue fazê-lo sem se perder no essencial."
[Laurinda Alves]

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

loucura - cultura - gostusura

foram as 3 vertentes da encomenda que a carmenzita me enviou pelo meu aniversário.
loved it
tudo devidamente etiquetado com monstros e com 1 mimo também para o Miu


131+1 update

têm sido só feedbacks positivos os que tenho recebido aos que já receberam o presente de natal deste ano.
e é disto que (tb) é feito o natal :)

"só tu gaijita!
best gift ever! like a lot!
podes vender a ideia."
[G.]

"tu ultrapassas- te!!!! o trabalhão que tiveste com tudo  aquilo... agora já percebi porque  é  que  ias f*dendo a impressora!!!!  de qq forma são mesmo presentes originais  .. agora tenho que tirar um cada dia, não é?? e os postais... ela é muito habilidosa!!!!"
[Carmenzita]


"fizeste-me rir. LOL não há gargalhada mas com um sorriso de orelha a orelha! está tão giro!"
[C.]

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

:)

women and cats will do as they please, and men and dogs should relax and get used to the idea.
[robert a. heinlein]

+1 prenda alimentar

que sabe tão bem com um cafézinho. hummmm...

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

peppepeppino* também veio adorar o Menino

* vindo do planeta zorg e baptizado pela carmenzita

update a correr

para dizer que tive mais uma prenda alimentar, que fiz mais um teste de trimestre no italiano e que ando a correr a tratar resultados de experiências e a escrever artigos e a preparar o natal e que é por isso que não tenho escrito tanto. mas eu volto em força!

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

2

é o número de eventos em 2012 para os quais a piquenina tem bilhete.

domingo, 18 de dezembro de 2011

please

sábado, 17 de dezembro de 2011

pinus farfalhus update

dezembro 2011
julho 2011

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

131+1

é o título dos presentes manufacturados pela piquenina este ano.
uma ideia que surgiu num corredor de supermercado. que quase me fez lixar com um f grande a impressora. que foi ganhando forma à medida que a fui executando. e que resultou bem, penso eu, apesar de alguns detalhes terem surgido por mero acaso, como por exemplo o embrulho.

postais+presentes produzidos! que venha de lá o natal.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

quando não existem pré conceitos

o mundo é simples de entender.
é deliciosa a conclusão a que chega esta criança, quando conhece pela primeira vez um casal homossexual. primeiro uma tentativa de entender esta nova realidade à luz dos conceitos que tem e depois a conclusão óbvia e natural. love it!

priceless - a mensagem de natal da royal navy para os seus familiares


quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

sinto-me assim

relativamente aos postais/presentes de natal de produção caseira.

estranhudo - esbugalhado - sorridonho - enfrascado

é assim o zorguino, o mais recente habitante deste planeta e da casota.
descobri os habitantes do planeta zorg numa feira de artesanato e foi amor à primeira vista!
piquenina e zorguino co-habitam agora no mesmo planeta :)

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

o + recente presépio na casota

com um coração de viana a meu pedido.
não há outra igual :)

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

aceitação

acho que não preciso dos dedos todos de uma mão para identificar quem realmente me aceita com os defeitos.
não está mal, podia não precisar de nenhum por não haver nada para contar!

16° 30' 0" S / 151° 45' 0" W

me escreva uma carta sem remetente
só o necessário e se está contente
tente lembrar quais eram os planos
se nada mudou com o passar dos anos
  e me pergunte o que será do nosso amor?

descreva pra mim sua latitude
que eu tento te achar no mapa-múndi
ponha um pouco de delicadeza
no que escrever e onde quer que me esqueças
  e eu te pergunto o que será do nosso amor?

ah! se eu pudesse voltar atrás
ah! se eu pudesse voltar.

domingo, 11 de dezembro de 2011

transferência para a porta ao lado

portas do dormitório, convento de cristo, tomar
e hoje passo dos 33 para os 34.
o que será que me espera do outro lado da porta?

sábado, 10 de dezembro de 2011

natal update

a edição limitada de postais de natal by piquenina já está produzida e realizada.
faltam os presentes de natal. já há ideia. já adquiri materiais. falta a produção.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

já há algum tempo

que se deu início, na casota, à época 2011/2012 de incêndios de interior supervisionados! 

25 de abril sempre!

na casota da piquenina, há cravos vermelhos todo o ano :)

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

gosto de... prendas alimentares

como esta mão cheia de grelos, de uma horta pessoal, que me souberam p'la vida!
é tão fácil fazer-me feliz.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

sopa de letras

cada vez escrevo pior em qualquer língua.
misturo tudo, corto frases, salto palavras.
às vezes sai uma em português, uma em italiano uma preposição em francês e tudo dito à maneira inglesa, com o sujeito e verbo invertidos. 
isto de vivermos num ritmo acelerado, onde se perdeu o tempo para ter tempo, porque é suposto estarmos sempre a trabalhar, contactáveis, ligados, em interacção tem em mim este efeito perverso de cortar palavras, escritas e ditas, entenda-se.

cada vez menos me apetecem interacções ou palavras ditas. mas apetece-me mesmo muito recuperar as minhas palavras escritas e, com elas, o tempo de ter tempo.

true story

repeated over and over again


eh pá!!!

tenho que escrever, mas falta-me o tempo e passar algumas fotos da máquina para o pc.

no entretanto, o 1º teste do postal de natal está feito e, depois de pequenos ajustes, será produzido em série (reduzida).

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

em replay

porque ontem foi dia de aula de italiano que começou com esta música!

e O senhor fez uma versão da minha música preferida de Natal

obrigada senhor!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

em tons de barro

domingo, 4 de dezembro de 2011

quem é que está à vossa espera, bebendo vinho branco ao sol?

sábado, 3 de dezembro de 2011

um clássico de Natal

a produção de postais alusivos à  época by Piquenina

estado actual: já há ideia e estou na fase de teste/produção.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

mischievous ginger tang on the tongue

amaaaaaaaaaaaazing

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

casota da piquenina state of mind (by miu)

  © Blogger templates 'oplanetadapiquenina' by oplanetadapiquenina 2009

Back to TOP